Notícias

Grupo Binário investe em data center sob medida

Data center sob medida. Esse é o novo nicho de mercado do Grupo Binário no Brasil. 

A ideia é oferecer infraestrutura de ponta a ponta - passando pela concepção da ideia, layout e implementação do data center. A empresa também pode assumir a operação, manutenção e o suporte do ambiente. A estratégia da companhia é mirar em data centers de pequeno e médio porte, com até 200 metros quadrados.

"A crise econômica abre uma frente para nós nessa área. Muitas médias e pequenas empresas não querem levar o seu storage para um hosting. Elas preferem criar ambientes de processamento nas suas próprias instalações. Vamos atuar com modelos de oferta por demanda de hardware e software, com contratos até três anos, ou com a sala ficando para o cliente, com a nossa manutenção e operação", explicou ao portal Convergência Digital, o gerente da divisão de Data Center do Grupo Binário,Marco Wasser.

A nova unidade foi planejada ao longo de 2015 e foram investidos aproximadamente R$ 1 milhão na contratação de engenheiros qualificados e na aquisição de equipamentos para viabilizar o modelo de negócios. "Nossa expectativa é terminar o primeiro ano de operação com de cinco a oito clientes na carteira e uma receita de R$ 12 milhões", destaca Wasser. 

Uma das ofertas da unidade de data center é a Consultoria e Diagnóstico com objetivo de ajudar o cliente a definir o modelo adequado e a modalidade de Data Center, considerando os requisitos do negócio, os riscos, o crescimento e a operação. Já, com relação ao projeto e implementação, o Data Center é concebido em conformidade com a norma EIA/TIA942 que indica os requisitos desde a construção até sua pronta ativação.

A empresa passa a disponibilizar serviços de Consultoria e Diagnóstico com objetivo de ajudar o cliente a definir o modelo adequado e a modalidade de Data Center, considerando os requisitos do negócio, os riscos, o crescimento e a operação. Já, com relação ao projeto e implementação, o Data Center é concebido em conformidade com a norma EIA/TIA942 que indica os requisitos desde a construção até sua pronta ativação.

Para a infraestrutura física e lógica de TI, o Grupo Binário assume a implantação completa do cabeamento metálico e óptico; instalação e configuração de switches e roteadores; definição de sistemas e protocolos; e instalação de servidores e sistemas de armazenamento.

Em relação à gestão e à operação, a empresa conta com três centros de gerenciamento de redes e infraestrutura (NOC), localizados em São Paulo, Barueri (SP) e Maceió (AL), com sistemas capazes de identificar e alertar desvios de comportamento de elementos antes que se tornem falhas críticas, possibilitando atuação de forma proativa. 

O centro de gerenciamento também pode ser estruturado e instalado no ambiente do cliente. Na prática, a unidade se prepara para oferecer modelos diferentes de serviços de data center. Entre eles estão o Data Center Container, como o próprio nome sugere, é um contêiner marítimo preparado para receber equipamentos de TI. Já o Modular, proporciona flexibilidade ao ambiente, podendo crescer ou reduzir tanto seus ativos e equipamentos como sua estrutura. 

“Nós entregamos o sistema elétrico, sistema de climatização (down-flow, up-flow, in row e outros), sistema de extinção de incêndio, cabeamento, software e hardware, controle de acesso e circulação, gerenciamento (DCIM), entre outros itens. Em suma, o cliente nos cede o espaço e nós entregamos um Data Center pronto e ativo”, completa o gerente da divisão de Data Center do Grupo Binário. Para consolidar a unidade, a empresa fechou acordos estratégicos com fabricantes como Schneider Electric; Stulz; SmartCube - além de Huawei e CA Technologies, que já atuavam como parceiros.