Ética: Um requisito que deveria ser comum nas empresas

Luiz Fernando Kasprik é gerente de divisão do Grupo Binário

Segundo comunicado enviado pela HP sobre o caso Itanium, “informações apresentadas por executivos da Oracle durante a fase de levantamento de dados do processo deixam claro comportamento anticompetitivo da companhia”.

Para embasar essa afirmação a HP aponta algumas frases da Oracle sobre o relacionamento entre as empresas. Uma delas, preferida por Larry Ellison, diretor executivo da Oracle, diz: “A HP é um parceiro importante para nós (…) é claro que todo software da Oracle continuará a operar em equipamentos da HP e vamos ajustá-lo para fazê-lo funcionar”. (Fonte: Computer World).

Ao ler notícias sobre esse embate, penso que seria um excelente momento para discutirmos com essas empresas, e outras tantas mais, um assunto que deveria ser um requisito comum, chamado ÉTICA. Não me atendo exclusivamente a definição da palavra, mas trazendo para o nosso mercado, seria extremamente importante que TODOS tivessem, cultivassem e mantivessem transparência em suas operações.

Vemos comumente apenas falácias envolvendo estes gigantes. Eles atropelam seus canais de vendas, mudam as regras de toda a cadeia ao seu bel prazer, criam disfunções para saírem vitoriosas em processos e no fim do dia o tal CLIENTE acaba sempre de uma maneira ruim, tendo que justificar o injustificável…

Faço um convite a todos os players e vendor para, quem sabe, expandirmos a discussão para os canais, revendedores, integradores, distribuidores, fabricantes e clientes finais. Fica aqui a ideia e o convite.

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked