Dark Analytics: o que é e por que ele é importante?

dark analytics

Hoje, as empresas que não adotaram tecnologias digitais estão fadadas a perder sua relevância no mercado competitivo. Percebendo esse fato, vemos quase todas as organizações embarcando em sua jornada de transformação digital. E a análise de dados (onde está incluído o Dark Analytics) possui um grande papel nessa jornada.

Isso por que o elemento que decide o sucesso das organizações nessa iniciativa são os dados. É por isso que elas se esforçam para reunir uma quantidade volumosa de informações de várias fontes. Infelizmente, os dados que eles acumulam nem sempre estão na forma estruturada.

Mesmo que compreendam a importância dos dados, muitas empresas não aproveitam ao máximo os dados que coletam. A triste verdade é que, do total de dados coletados, elas usam apenas 10%. Os 90% restantes não são utilizados ou analisados.

O Gartner define dark data (ou, em uma tradução livre, dados obscuros) como “dados que as organizações coletam, processam e armazenam durante atividades comerciais regulares, mas geralmente não usam para outros propósitos”.

Agora surge a pergunta: o que dados os dados escuros contêm? Bem, eles podem incluir informações vitais, como e-mail, arquivos de log, arquivos ZIP, vídeos, imagens e outros itens. É inegável que esses itens têm o potencial de liberar informações relevantes e valiosas se analisados de forma apropriada.  Aqui é onde entra o conceito de Dark Analytics.

Por que os dados se tornam “obscuros”?

A primeira e principal razão para os dados não serem usados ​​adequadamente é a falta de visibilidade. Existem sistemas díspares dos quais as empresas coletam os dados e os funcionários que os utilizam podem não ter uma compreensão da importância ou de como fazer sua análise. Essa questão de transparência pode ser um grande obstáculo para as empresas que lutam para usar os dados no seu máximo.

>>> Veja também: Data Literacy: por que ele é importante para a sua empresa?

Outra razão para os dados ficarem escuros pode ser que as organizações não saibam como usar dados não estruturados. As empresas podem não ter acesso adequado às ferramentas de integração e análise de dados, o que prejudica as suas iniciativas de transformação digital.

Quais são os benefícios do Dark Analytics?

Sem dúvidas, o Dark Analytics permite que as empresas obtenham mais ROI, mas como? Vamos dar uma rápida olhada nos principais benefícios que as organizações testemunharão se usarem seus dados obscuros ao máximo.

Inteligência de negócios

O Dark Analytics pode ajudar as organizações a descobrir tendências mais profundas, entender as expectativas dos clientes e tomar decisões estratégicas. Um exemplo potencial é o registro de chamadas de feedback do cliente.

Os detalhes da chamada podem incluir informações vitais, que variam de comentários sobre produtos, geolocalização ou preferências do cliente. Todos esses dados podem ser úteis para as empresas observarem padrões de engajamento do cliente e como melhorar seus serviços.

Espaço de armazenamento

A migração para a nuvem está crescendo pelos seus diversos benefícios, especialmente a redução de custos. Mas enquanto a mudança do armazenamento de dados local para a cloud traz economias com os gastos de armazenamento, guardar os dados ainda custa dinheiro às empresas.

Embora a nuvem seja elástica e talvez a melhor opção para garantir a segurança dos dados, as empresas precisam gastar dinheiro para armazenar os dados que coletam. Além disso, como as organizações analisam apenas 10% dos dados, isso significa que os dados restantes estão consumindo espaço sem efetivamente trazerem valor.

Ao aproveitar ao máximo os dados acumulados, as organizações podem não apenas corrigir o problema do espaço de armazenamento, mas também promover economia financeira.

Segurança de dados

Quanto mais organizações coletarem e armazenarem, mais elas terão que cuidar de sua segurança. Como dados obscuros são considerados dados inúteis pela maioria das organizações, há grandes chances delas não aplicarem controles rígidos de segurança a eles.

Os dados que parecem sem importância para a empresa podem ser interessantes para os hackers. E há chance de que os criminosos executem suas atividades, roubando os dados obscuros e colocando as organizações em risco.

Por outro lado, se os dados coletados forem corretamente utilizados, as organizações reforçarão automaticamente os procedimentos de segurança. Esse passo permitirá que elas protejam seus ativos digitais contra o roubo de dados.

Leis de proteção de dados

Os dados obscuros podem causar problemas financeiros e legais se não forem bem tratados. Especialmente com a aprovação da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é importante que as empresas saibam que tipo de dados têm em seus armazenamentos e como os utilizam.

Além disso, elas precisam garantir que os dados pessoais de seus clientes estão armazenados de forma segura, protegidos contra violações externas. O Dark Analytics não só permite que as empresas tenham total controle sobre as informações que coletam e armazenam, como também assegura, como falamos, mais proteção a elas.

Em suma, neste mundo orientado por informação, os dados obscuros são o tesouro e o Dark Analytics é a maneira de desvendá-lo. Mas, antes de se aventurar nesse mundo, as organizações devem planejar uma estratégia eficaz que as ajude a transformar suas metas ou ideias em realidade, junto com as melhores práticas de Big Data.

Gostou de aprender sobre o Dark Analytics? Comente abaixo e compartilhe suas ideias conosco e com nossos demais leitores?

Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked