7 coisas que as pessoas não sabem sobre cloud computing

Entenda o que é e como funcionam os sistemas de armazenamento de informações em nuvem

João Victor Soares, Cloud Architect.

João Victor Soares, Cloud Architect.

CLOUD COMPUTING. Certamente, se você acompanha as notícias relacionadas ao mundo da tecnologia você já deve ter ouvido esse termo. A cada dia que passa esse conceito ganha mais adeptos, de forma que é preciso de uma vez por todas, saber o que ele significa exatamente e quais são os benefícios que esses sistemas podem trazer para o seu negócio.

A cloud computing é também conhecida no Brasil como computação na nuvem, ou seja, um espaço virtual onde são armazenados os dados da sua empresa. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse assunto no qual o Grupo Binário, por meio da solução Binário Cloud, é especialista. Depois de hoje você nunca mais vai duvidar do potencial da cloud computing.

1 – Não é moda: a cloud computing chegou para ficar

Se você imaginou por alguma razão que a computação na nuvem é apenas mais uma entre as tantas “modas” que vêm e vão no mundo da tecnologia, é melhor repensar os seus conceitos. Segundo uma consultoria realizada pela empresa Ovum, cujo resultado foi divulgado pela revista Exame, até 2016 80% das empresas globais já tinham adotado a cloud computing.

Isso significa que a computação em nuvem já é uma realidade não apenas das grandes empresas, mas também das médias e pequenas. A boa notícia é que quanto mais empresas usarem essa tecnologia, menores serão os os desafios de adoção e utilização dessa tecnologia..

2 – Serve para empresas de qualquer porte

A estatística anterior nos leva para o item 2: empresas de qualquer porte podem usar os recursos da cloud computing a seu favor. A grande vantagem aqui fica por conta dos baixos valores de investimento (no caso do modelo de nuvem pública), uma vez que o usuário paga apenas por aquilo que utilizar.

Isso faz com que boa parte da estrutura física seja dispensável, o que diminui os custos de obsolescência de maquinário.

3 – A gestão dos sistemas é mais simples

Com os dados armazenados na nuvem fica muito mais fácil acessá-los a partir de qualquer lugar, já que tudo o que você precisa é de uma conexão segura via internet. Dessa forma, ganham também em agilidade aqueles que ficarem responsáveis por prestar tarefas de suporte ao atendimento.

Diferente do que acontecia antigamente, quando um chamado aberto demandava a presença física de um técnico, agora as soluções também podem ser aplicadas online, o que reduz custos e diminui o tempo de espera.

4 – O custo de implantação é mais baixo

Sim, embora esteja adotando um sistema mais moderno você vai gastar menos nos processos de implantação do que gastaria de utilizasse apenas servidores internos. Isso acontece porque as soluções mais antigas dependiam muito de hardware – e peças são sempre mais caras do que softwares, além de terem uma vida útil menor.

Quando mudamos a perspectiva, pelo menos 70% dos gastos de manutenção tornam-se dispensáveis com o passar do tempo. De acordo com Mark Hurd, CEO da Oracle, as empresas poderiam economizar até US$ 300 bilhões de migrassem para cloud computing.

5 – Os sistemas são mais flexíveis

Se você quer assustar qualquer gestor de TI que não utiliza serviços na nuvem basta falar para ele que será preciso fazer mudanças estruturais no sistema ou migrações para outras bases de dados. Embora sejam robustos, esses sistemas que não se baseiam em nuvem são pouco flexíveis, o que torna qualquer mudança uma tarefa complexa.

O uso de cloud computing permite que migrações e mudanças na infraestrutura sejam feitas de forma segura e automatizada. O importante, nesse caso, é o planejamento e a confecção de um projeto, fatores que empresas especializadas como o Grupo Binário, com a solução Binário Cloud, conduzem de forma ágil.

6 – É o primeiro passo para você usar big data

Esse é outro termo bastante presente nas notícias sobre tecnologia. O uso de big data nada mais é do que a capacidade de processar grandes quantidades de dados para obter deles parâmetros mais precisos para a tomada de decisões. Em outras palavras, isso permite que você tome decisões mais inteligentes e assertivas.

Com os dados  em cloud computing, você pode ter acesso a aplicações  que permitem o processamento de grandes quantidades de dados e a partir desses dados, obter informações essenciais para o seu negócio de forma a agilizar o processo de tomada de decisão.

7 – A escalabilidade é possível

Essa característica da computação em nuvem interessa a todas as empresas, mas é especialmente benéfica para as pequenas. Um dos aspectos mais importantes da cloud computing é a sua escalabilidade, ou seja, a possibilidade de você iniciar um projeto contratando uma quantidade de recursos de infraestrutura mais acessível a um custo modesto.

À medida que as suas aplicações e sistemas forem sendo integrados é possível escalar a infraestrutura conforme a demanda. Essas particularidades garantem, por exemplo, que você pague apenas por aquilo que de fato está utilizando. Se houver necessidade de ampliação é sinal de que você terá demanda para custear esse investimento.

Em resumo, trata-se de um processo em que todos os envolvidos saem ganhando. Se você ainda ficou com alguma dúvida das possibilidades que a computação na nuvem oferece, entre em contato com a equipe de atendimento do Grupo Binário e solicite mais detalhes da solução Binário Cloud.

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked