Web Application Firewall: uma necessidade dos portais e das empresas

Camila Inácio é Especialista Pré Vendas

Camila Inácio é Especialista Pré Vendas

Cada vez mais, as empresas estão adotando a internet como um canal de venda de seus produtos e serviços. Porém, as empresas acabam não tendo controle sobre os inúmeros acessos que ocorrem em seus servidores de aplicações, pois elas abrem as portas de seus firewalls 80(HTTP) e 443(HTTPS) para acessar o servidor web e, assim, centenas de possíveis ataques podem ocorrer. Os portais de e-commerce são os principais alvos de fraudes e roubos cibernéticos.

Embora, os ataques online continuem crescendo, existe um recurso que pode ajudar essa demanda do mercado. O Web Application Firewall (WAF) tem funções similares a de um firewall e protege aplicações web e bloqueia as temíveis ameaças.

Uma comunidade aberta internacional dedicada a habilitar organizações a conceber, desenvolver, adquirir, operar e manter aplicações confiáveis, a OWASP (Open Web Application Security Project) – gerida por uma fundação sem fins lucrativos- apontou os dez riscos mais comuns de ataques em aplicações WEB:

• A1: Injection
• A2: Cross-Site Scripting (XSS)
• A3: Broken Authentication and Session Management
• A4: Insecure Direct Object References
• A5: Cross-Site Request Forgery (CSRF)
• A6: Security Misconfiguration
• A7: Insecure Cryptographic Storage
• A8: Failure to Restrict URL Access
• A9: Insufficient Transport Layer Protection
• A10: Unvalidated Redirects and Forwards”

Vamos ficar atentos e usar todos os recursos disponíveis para proteção da web!

Web Application Firewall: uma necessidade dos portais e das empresas
Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked