Redes sociais: pessoal, profissional, como usar?

Arthur Oliveira é gerente de desenvolvimento de negócios do Grupo Binário

As redes sociais já fazem parte do cotidiano da sociedade. O fenômeno tem evoluído rapidamente nos ambientes corporativos, e isso impacta na infraestrutura, gestão de segurança e risco e exposição da empresa no mercado.
Nas empresas muito se fala ou discute o uso das redes sociais pelos seus colaboradores. Liberar ou proibir o acesso acredito que não seja mais a questão, pois pode-se proibir corporativamente, mas o acesso poderá existir pelos dispositivos móveis dos funcionários, como smartphones e tablets. O que fazer?

As empresas precisam entender o seu papel na rede social, uma coisa é estar na rede e outra é permitir o acesso dos seus colaboradores às redes sociais e de que forma isso será feito. A empresa precisa mapear as vantagens que a redes podem trazer ao seu negócio e investir na conscientização do uso das mesmas no ambiente corporativo por seus colaboradores. Não se pode esquecer que boa parte das pessoas não sabe separar o profissional do pessoal, e um comentário pessoal ou mal interpretado feito por um colaborador sobre um fornecedor, parceiro ou cliente pode afetar diretamente a empresa.

Um outro ponto importante é que hoje uma grande parte das contratações acontecem através das redes sociais, mas 60% delas são negadas devido a grupos, comunidades, que as pessoas pertencem ou que fazem parte, ou ainda, comentários que fazem…

Cuidar das atitudes e do que sai da boca é algo para se pensar, principalmente quando se trata de publicações na internet.

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked