Outsourcing: três aspectos para vencer os desafios

Leandro Bastos é gerente de Engenharia

Leandro Bastos é Gerente de Engenharia do Grupo Binário.

Vamos combinar: terceirização de serviços de TI tem, sim, um aspecto econômico agregado, mas tem mais a ver com ganhar flexibilidade e escala do que com poupar dinheiro. O outsourcing é uma parte fundamental da cultura de trabalho: terceirizar parte ou todo o desenvolvimento de software, administração do ambiente de TI ou outros serviços aparece como opção para inúmeras organizações, independente do porte ou do setor em que atuam. Mas além dos benefícios, há os desafios a enfrentar, obstáculos que podem impedir o sucesso de um projeto terceirizado. Vamos então conversar sobre isso, abordando três aspectos fundamentais para que seu projeto de terceirização não fracasse: liderança, planejamento e comunicação.

Vamos começar pela LIDERANÇA, considerando que ela é o pilar sobre o qual se assenta a responsabilidade pela condução e, em última análise, pelo sucesso ou insucesso do projeto. Os CIOS devem, portanto, estar cientes de seu papel de ponte entre a equipe de TI e o CEO, entender de modo abrangente todas as implicações do projeto para o negócio e comunicar-se com todos os integrantes, estimulando e motivando-os. Um bom líder também tem consciência de como o projeto se integra aos outros produtos da empresa e leva em consideração todos os processos e fluxos do negócio. Essa visão abrangente e a consciência de todas as implicações do projeto evitarão a criação de um produto isolado que, afinal, enfrente tanto desgaste que acabe não sendo implementado.

Levando tudo isso em conta, passemos à fase de PLANEJAMENTO. Primeiro aspecto a se ter atenção: trabalhar muito junto do cliente para compreender bem o que ele precisa e o que é mais importante, para em seguida poder planejar cada aspecto do processo. É fundamental que as preferências e os padrões sejam muito claros, cada fase bem definida e as tarefas em cada fase também.

O planejamento correto facilita que o projeto siga sempre na direção desejada, portanto aplique-se em pré-definir o que for necessário, como estilo, maneira de comunicação, documentação, arquitetura… É aqui no planejamento, também, que se pode contar com um parceiro confiável – obviamente, escolhido anteriormente, seja um fornecedor e/ou um desenvolvedor. Assim, é possível se concentrar no que é mais importante sem estar o tempo todo perguntando e demandando tempo das equipes.

E aqui entramos no terceiro aspecto fundamental, a COMUNICAÇÃO. É imperativo que se explique cada fase do projeto, cada etapa, em detalhes, sem omitir nada, nem o que pareça ser “óbvio”. Afinal, o que é óbvio para sua empresa ou para as pessoas que trabalham com você pode não estar tão claro para uma equipe terceirizada que está começando um projeto – mesmo que não seja a primeira experiência desta equipe com o tipo de projeto ou tarefa a ser feita. O parceiro também pode não dominar todas as nuances do setor em que a sua empresa atua, e sempre há aspectos ou detalhes pertinentes ao processos de negócio da sua empresa que podem ter impacto sobre o projeto. Novamente, é dever do líder garantir que essa comunicação e o entendimento cheguem a todos os envolvidos. Projetos que utilizam o trabalho remoto sofrem com falhas de comunicação, então o planejamento deve contemplar a realização frequente de reuniões via vídeo para atenuar os gaps desta comunicação e manter o cuidado com os detalhes. É melhor sobrar comunicação do que faltar entendimentos em aspectos que, por parecerem óbvios, acabam recebendo menos atenção do que deveriam.

Mesmo com todos esses cuidados, ainda poderá haver problemas a resolver. Mas com uma liderança ativa, informada e comunicativa, relatórios e revisões regulares, um planejamento bem pensado e bem executado, aliados a uma comunicação estruturada entre equipes bem informadas e bem entrosadas, auxiliam na compreensão total do escopo. E tudo isso alinhado com as demandas e os objetivos das áreas de negócios pode significar a diferença entre um projeto de terceirização bem-sucedido e um fracasso em outsourcing.

Fontes:

http://goo.gl/3V1Vg4

http://goo.gl/X0hKCX

http://goo.gl/Flr7xa

Outsourcing: três aspectos para vencer os desafios
Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked