Facebook anuncia sua criptomoeda para 2020

No último dia 18 de junho, foi anunciada a criação da Libra, moeda digital do Facebook que será lançada para uso em 2020 e permitirá que bilhões de usuários da plataforma em todo o mundo façam transações financeiras online.

A nova tecnologia ameaça mudar a paisagem do setor bancário e já é objeto de análise. Isso porque o Facebook enfrenta crescentes pedidos de regulamentação e medidas antitruste, que buscam punir práticas anticompetitivas.

Mas questões regulatórias à parte, em quanto tempo você poderá usar a nova moeda digital do Facebook para comprar café? Veja o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é Libra, a moeda digital do Facebook?

O Facebook diz que a Libra é uma “moeda global e uma infraestrutura financeira”. Em outras palavras, é um ativo digital construído pelo Facebook e alimentado por uma nova versão do blockchain — tecnologia criptografada usada pelo bitcoin e outras criptomoedas — criada pelo Facebook.

O nome Libra vem da medida romana básica do peso. Em português, o nome pode causar certa confusão já que o termo Libra também é usado para descrever a moeda britânica. Mas vale lembrar que, em inglês, ela é conhecida como “Pound”.

Por que o Facebook está lançando uma criptomoeda?

O Facebook afirma que quer alcançar os 1,7 bilhão de pessoas em todo o mundo que não têm acesso a uma conta bancária.

A empresa deve se deparar com obstáculos regulatórios e preocupações antitruste, especialmente em uma época em que muitos reguladores querem acabar com o Facebook, mas nenhuma legislação específica foi apresentada antes do lançamento.

Em meio a rumores da nova expansão financeira do Facebook, membros do Senado dos EUA escreveram ao CEO Mark Zuckerberg em maio pedindo esclarecimentos sobre questões de privacidade.

Quem está encarregado da Libra?

A moeda digital do Facebook será controlada por um coletivo de empresas chamado “Associação Libra”. Funciona como o que é conhecido como “stablecoin”, atrelado a ativos existentes como o dólar ou o euro, com o objetivo de tornar a moeda digital menos sujeita à volatilidade que muitas outras criptomoedas experimentam.

A Associação Libra é descrita pelo Facebook como uma organização independente, sem fins lucrativos, com sede na Suíça. Ela serve duas funções principais: validar transações no blockchain de Libra, administrar a reserva em que a criptomoeda está vinculada e alocar fundos para causas sociais.

Dentro da Associação Libra, haverá um órgão governante chamado Conselho da Associação de Libra, composto por um representante de cada membro da associação, que votará em decisões políticas e operacionais.

O Facebook alega que, embora tenha criado a Associação Libra e a Libra Blockchain, uma vez que a moeda seja lançada em 2020, a empresa se retirará de um papel de liderança e todos os membros da associação terão votos iguais na governança sobre a criptomoeda.

Diversas organizações contribuíram com um mínimo de US$ 10 milhões para serem listadas como membros fundadores da Associação Libra, incluindo empresas de tecnologia como PayPal, Ebay, Spotify, Uber e Lyft, bem como empresas financeiras e de capital de risco como a Andreessen Horowitz., Visa e Mastercard.

Conteúdo relacionado: veja como funcionam as criptomoedas.

Como eu posso comprar Libras?

O Facebook não está entrando em detalhes sobre como a moeda estará disponível no lançamento, mas os sinais apontam para uma abordagem híbrida. A presença de empresas de pagamentos tradicionais, como Visa e MasterCard, na lista de fundadores sugere que a rede social ficará perfeitamente feliz em permitir que os usuários simplesmente comprem a moeda digital do Facebook.

Mas o Facebook também deve realizar o que é conhecido nos círculos de criptomoedas como uma “airdrop”, distribuindo pequenas quantias de moeda de graça em um esforço para impulsionar o ecossistema. Isso será crucial se a empresa quiser cumprir sua meta de levar serviços financeiros a pessoas sem contas bancárias.

Em última análise, é claro, esses usuários precisarão de uma fonte mais confiável de renda de Libra do que simples doações do Facebook. A longo prazo, também podemos esperar que alguns dos membros fundadores da Libra ofereçam aos seus funcionários todo ou parte de seu pagamento na moeda.

Como a Libra poderá ser usada?

Quando a moeda digital do Facebook for lançada, os usuários podem baixar o Calibra, uma carteira digital, que permite que eles enviem dinheiro para qualquer pessoa com um smartphone. Ele estará disponível no Messenger, no WhatsApp e como um aplicativo independente.

Não está claro em quais países a moeda será lançada primeiro, embora o Facebook afirme que “quase todo mundo” com um smartphone poderá fazer o download do aplicativo.

Além das transações no próprio aplicativo, o Facebook quer facilitar o uso da Libra em vários fornecedores para transações do dia a dia.

As empresas Uber e Lyft são os primeiros investidores no projeto, sugerindo que talvez os usuários possam pagar por serviços nos aplicativos com a Libra, embora nenhuma das empresas tenha anunciado nada oficialmente.

Enquanto ainda há muita especulação sobre como a Libra será regulada ou usada pelo cidadão comum, certamente podemos esperar muitas revoluções trazidas pelo seu lançamento.

Gostou de conhecer a moeda digital do Facebook? Deixe seu comentário abaixo e nos conte o que achou dessa novidade!

Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked