É preciso inserir o Big Data na cultura organizacional

João Ledo, Gerente de Contas do Grupo Binário.

João Ledo, Gerente de Contas do Grupo Binário.

Já dissemos aqui no blog que 2015 será marcado por um crescente número de empresas brasileiras que estão adotando a cultura do Big Data em suas rotinas. E por mais simples e comentado que pareça o conceito – coletar dados e mais dados a partir do maior número de fontes possíveis –, é importante tê-lo em pauta constante, pois gera esclarecimento, o que fará com que mais e mais profissionais o adotem.

Por que esta preocupação? Porque a peça-chave para o sucesso de uma estratégia de Big Data são os profissionais responsáveis por realizar a análise das informações geradas, juntamente com a incorporação dessa mudança no mindset do negócio.

Então, em um cenário brasileiro de adoção gradual e ambientação corporativa ao Big Data, o diferencial será cada vez mais a sincronia e a dinâmica com que as corporações atuarão na tradução dos chamados insights em resultados reais, liquidez e valor real para o negócio.

O Gartner aponta que a demanda por profissionais orientados a projetos de Big Data – olha eles aí de novo – criará 4,4 milhões de postos de trabalho ainda em 2015, em todo mundo. Segundo a consultoria, a exigência destas vagas é bastante alta e a qualificação é imprescindível.

Iniciativas de Big Data são desenvolvidas para que gerem receitas ou reduções significativas de custos e, para isso, é necessário uma visão estratégica aliada ao conhecimento, experiência e ao feeling dos líderes que tomarão decisões em tempo real, logicamente, baseadas na interpretação dos dados coletados.

O conceito transformado em tecnologia e aplicado a uma bem pensada estratégia proporciona respostas a questionamentos que nem foram feitos, demandando ainda mais a capacitação e visão, para que o planejamento possa ser ajustado e, assim, gerar melhores resultados.

As organizações que estimulam a análise de dados em sua cultura precisam entender que os funcionários também devem estar envolvidos no processo e motivados na busca por soluções. Acesso – com responsabilidade – aos dados disponíveis, investimento em treinamento e a manutenção de um equilíbrio nas ações, são fundamentais para que os resultados sejam impulsionados.

Uma receita permeada de ingredientes que constroem a inovação tida como chave para o sucesso no mercado de TIC atual.

Conhecimento mais criatividade na abordagem das informações é igual a uma empresa apta a fazer a diferença com o uso dos dados. E, com isso, estimular o potencial de seus funcionários, estratégias e, é claro, vendas e clientes.

Fontes:

http://goo.gl/n86Jz7
http://goo.gl/WKLkGC
http://goo.gl/mIDaOi
http://goo.gl/K3RdtA
http://goo.gl/ZY9DDU

É preciso inserir o Big Data na cultura organizacional
Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked