Conscientização em primeiro lugar

Grupo Binário

A transformação dos dados da empresa acontece em tempo real. Com um volume maior e contínuo de troca de informações dentro das organizações, proteger os documentos não é mais questão de segurança somente, mas requisito fundamental para permanecer ativo no mercado corporativo.

Já sabemos que a base da segurança da informação dentro da empresa fica por conta do usuário, ou seja, o primeiro passo para que os dados estejam protegidos é garantir que os colaboradores tenham isso como prioridade. Um estudo do Instituto Ponemon revelou que apenas 39% dos colaboradores questionados tomam todos os passos necessários para proteger esses dados. Em 2014 o percentual era de 56%, o que nos indica urgência no trato do assunto.

A mesma pesquisa revelou que 52% dos funcionários acreditam nas políticas contra o uso inadequado dos dados da empresa em que trabalha. Porém, apenas 35% afirma que a organização promove uma política de proteção de dados que realmente aconteça.

Mas de que forma sua empresa pode proteger realmente suas informações? Diversas soluções agregam segurança às demandas de toda e qualquer área de instituição. A computação em nuvem é uma boa ideia para que troca de dados seja gerenciada com eficácia.

Além disso, as soluções disponíveis no mercado permitem monitorar os dispositivos e todo conteúdo armazenado, gerado e trocado dentro deles. Vale lembrar que o custo alto dos investimentos em infraestrutura, implantação, além de treinamento da equipe, diminui consideravelmente com esse tipo de tecnologia.

É preciso salientar que a utilização de criptografia, senhas, VPNs ou termos de confiabilidade de forma separadas também não irá auxiliar na proteção de suas informações. O conjunto de ações aliado às soluções tecnológicas e, mais ainda, à conscientização dos colaboradores é que garantem excelência nesse importante quesito corporativo.

Ainda sobre a conscientização e na urgência de uma mudança nesse sentido, a companhia que tiver regras para que os colaboradores estejam preparados para lidar com as informações da empresa é que seguirão fortes no mercado

Com regras esclarecidas entre todas as áreas da organização, escritas e ditadas na contratação, ferramentas apropriadas para cada empresa e uma força-tarefa que deve partir da diretoria (exemplo é fundamental), muito possivelmente conseguiremos melhorar esses dados para os próximos anos.

Conscientização em primeiro lugar
Avalie este post

Posts Relacionados:

No Comments

Leave a Comment

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked